top of page
  • Foto do escritorEdgard Gonçalves Cardoso

Terminologia aplicada à manutenção

Cada área de atuação possui um vocabulário int

rínseco e que deve ser aplicado conforme as condições de contorno apresentadas. Na manutenção, isso não é diferente e, a seguir, serão apresentados alguns dos termos mais comuns quando se estuda a manutenção:

· Manutenção: toda e qualquer ação realizada para manter a função de uma máquina, ferramenta, de um dispositivo ou equipamento, bem como também o ato de reestabelecer a função desses itens.

· Engenharia da manutenção: atividade de manutenção de máquinas, equipamentos, dispositivos e ferramentas que desenvolve conceitos, critérios e requisitos técnicos na nas fases de concepção e aquisição, de modo que tais itens sejam mantidos em seu estado atual durante a operação, assegurando efetivo suporte a manutenção destes.

· Ação preventiva: ação para eliminar a causa de uma potencial não-conformidade ou outra situação potencialmente indesejável. Pode existir mais de uma causa para uma não-conformidade potencial. Ação preventiva é executada para prevenir a ocorrência, enquanto que a ação corretiva é executada para prevenir a repetição (ABNT, 2015).

· Ação corretiva: ação para eliminar a causa de uma não-conformidade identificada ou outra situação indesejável. Pode existir mais de uma causa para uma não-conformidade. Ação corretiva é executada para prevenir a repetição, enquanto que a ação preventiva é executada para prevenir a ocorrência. Existe uma diferença entre correção e ação corretiva (ABNT, 2015).

· Correção: ação para eliminar uma não-conformidade identificada. Uma correção pode ser feita em conjunto com uma ação corretiva. Uma correção pode ser, por exemplo, um retrabalho ou reclassificação (ABNT, 2015).

· Manutenção preventiva: Manutenção efetuada em intervalos predeterminados, ou de acordo com critérios prescritos, destinada a reduzir a probabilidade de falha ou a degradação do funcionamento de um item (ABNT, 1994).

· Manutenção corretiva: Manutenção efetuada após a ocorrência de uma pane destinada a recolocar um item em condições de executar uma função requerida (ABNT, 1994).

· Manutenção controlada/Manutenção preditiva: Manutenção que permite garantir uma qualidade de serviço desejada, com base na aplicação sistemática de técnicas de análise, utilizando-se de meios de supervisão centralizados ou de amostragem, para reduzir ao mínimo a manutenção preventiva e diminuir a manutenção corretiva (ABNT, 1994).

· Manutenção programada: manutenção preventiva efetuada de acordo com um programa preestabelecido (ABNT, 1994).

· Manutenção não-programada: manutenção que não é feita de acordo com um programa preestabelecido, mas depois da recepção de uma informação relacionada ao estado de um item (ABNT, 1994).

· Manutenção no campo: manutenção efetuada no local onde o item é utilizado (ABNT, 1994).

· Manutenção fora do local de utilização: manutenção efetuada em um local diferente daquele em que o item é utilizado. Um exemplo é o reparo de um subitem em um centro de manutenção (ABNT, 1994).

· Manutenção remota: manutenção efetuada sem acesso direto de pessoal ao item (ABNT, 1994).

· Manutenção automática: manutenção efetuada sem intervenção humana (ABNT, 1994).

· Manutenção deferida: Manutenção corretiva que não é iniciada imediatamente após a detecção da pane, mas é retardada de acordo com certas regras de manutenção (ABNT, 1994).

· Confiabilidade: capacidade de um item desempenhar uma função requerida sob condições especificadas, durante um dado intervalo de tempo. O termo “confiabilidade” é usado como uma medida de desempenho de confiabilidade.

· Disponibilidade: capacidade de um item estar em condições de executar uma certa função em um dado instante ou durante um intervalo de tempo determinado, levando-se em conta os aspectos combinados de sua confiabilidade, mantenabilidade e suporte de manutenção, supondo que os recursos externos requeridos estejam assegurados. O termo “disponibilidade” é usado como uma medida do desempenho de disponibilidade (ABNT, 1994).

· Mantenabilidade: Capacidade de um item ser mantido ou recolocado em condições de executar suas funções requeridas, sob condições de uso especificadas, quando a manutenção é executada sob condições determinadas e mediante procedimentos e meios prescritos. O termo “mantenabilidade” é usado como uma medida do desempenho de mantenabilidade (ABNT, 1994).

· Tempo médio até a primeira falha (MTTFF): esperança matemática do tempo até a primeira falha de um item.

· Tempo médio até falha (MTTF): esperança matemática do tempo até a falha de um item.

· Tempo médio entre falhas (MTBF): esperança matemática do tempo entre falhas de um item.

· Administração de manutenção centralizada: a estrutura organizacional de alocação de pessoal com responsabilidades centralizada.

· Administração de manutenção descentralizada: a estrutura organizacional com responsabilidades distribuídas e alocação de pessoal descentralizada, normalmente pelas áreas de produção.

· Administração de manutenção: a organização de controle de todos os operários de manutenção, incluindo a sua supervisão, distribuição, programação e orientação.

· Administração de material: é o conjunto de atividades desenvolvidas de forma coordenada e integrada objetivando proporcionar a adequada gestão dos bens materiais.

210 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page